O que é e para que serve um framework?

O conceito de framework é muito importante quando falamos de soluções digitais. Apesar disso, poucas pessoas sabem o que é framework ou para que ele serve. Dessa forma, vale a pena investigar um pouco sobre o assunto.

Nesse artigo vamos trazer o conceito de framework, demonstrando o que é esse recurso e quando ele pode ser usado. Detalharemos o seu funcionamento, para que você tenha maior domínio sobre essa matéria.

Conceito de framework

Vamos começar falando sobre o conceito de framework, para que seja possível entender como ele funciona de forma prática. Um framework nada mais é do que uma plataforma usada como base para o desenvolvimento de aplicativos.

Essa plataforma apresenta uma estrutura na qual os desenvolvedores de software podem construir programas para uma plataforma específica. Assim, facilita o desenvolvimento de aplicações.

Por exemplo, uma estrutura pode incluir classes e funções predefinidas que podem ser usadas para processar entrada, gerenciar dispositivos de hardware e interagir com o software do sistema.

Isso simplifica o processo de desenvolvimento, pois os programadores não precisam reinventar a roda toda vez que desenvolvem um novo aplicativo. Basta usar essa plataforma, que já oferece o básico.

O framework também apresenta um grupo de bibliotecas, que permite que os desenvolvedores trabalharem até mesmo em projetos maiores. A estrutura também se encarrega de cuidar da solução que foi desenvolvida.

Por isso mesmo, é fundamental escolher um framework de qualidade, tendo em vista que ele gera todo o fluxo de controle da aplicação.

Benefícios do framework

Um dos principais benefícios do framework é a facilidade para o desenvolvimento de aplicações. Com uma estrutura, os desenvolvedores não precisam escrever e reescrever códigos.

Assim, com essa facilidade, fica mais fácil focar no que realmente importa: a criação de soluções para os problemas específicos. Assim os desenvolvedores são capazes de produzir resultados de forma muito mais rápida.

Nesse sentido, o framework contribui para a geração de eficiência e produtividade no segmento da programação e desenvolvimento de aplicações. Esse recurso se popularizou no mundo todo, sendo usado por diversos profissionais.

Como o framework funciona

Para entender como o framework funciona, vale a pena fazer cursos online específicos sobre o assunto. Afinal de contas, trata-se de um conceito muito específico e repleto de detalhes.

No entanto, mesmo sem uma formação completa é possível ter uma ideia prática de como as estruturas funcionam. Ele conta com algumas funções, que permitem aos desenvolvedores trabalharem em seus projetos.

Todas as funções dentro de um framework possuem parâmetros variados, que serve para garantir que o desenvolvedor possa fazer muitas personalizações. Assim, pode adaptar o processo criativo, de acordo com as necessidades do projeto em ação.

Para que essa personalização seja possível, um dos princípios é a orientação dos objetos. Pode ser definida a abstração, o polimorfismo e a herança. Tudo isso dentro da estrutura.

Uma das grandes vantagens do framework é a integração entre diferentes funções. Isso dá ao desenvolvedor muito mais opções na hora de trabalhar em projetos. As ferramentas seguem um modelo aberto, adaptável a cada caso.

Vale a pena destacar que os pontos proporcionados pelo framework são chamados de frozen spots ou hook points. Por outro lado, a instanciação e a personalização recebem o nome de host spots.

Por que as estruturas são importantes?

Frameworks atuam como uma base para construir seu código e podem estabelecer um senso de ordem quando o código em um aplicativo parece não ter nenhuma ordem. Os frameworks podem ser altamente personalizáveis.

O que o diferencia de outras formas de modularização?

Vale a pena destacar ainda as diferenças existentes entre o framework e outras formas de modularização. É possível criar funções e fazer a modularização fora do framework, por meio de outros recursos, que geram resultados iguais, por caminhos diferentes.

Um desses recursos são as bibliotecas de classes, que permitem a aplicação de diversos recursos em projetos de desenvolvimento. No entanto, existem diferenças com relação ao framework, que merecem ser abordadas.

E talvez a principal diferença seja a integração de funções, que só existe dentro da estrutura. Assim, a biblioteca de classes exibe as funções de forma independente, enquanto dentro do framework as funções são integradas.

Além disso, existem diferenças com relação ao modo como o trabalho é realizado. Ou seja, com relação a dinâmica de desenvolvimento. Nas bibliotecas de classes, o programa é responsável por controlar o fluxo e fazer importações.

Por outro lado, no framework, ele é responsável por acessar as funções que foram criadas pelo usuário.

Dessa forma, o principal benefício de um framework é a facilidade de uso. O desenvolvimento de aplicações se torna muito mais dinâmico quando o profissional usa uma estrutura que já conta com todos os recursos básicos.

Esse é um dos motivos pelos quais cada vez mais desenvolvedores estão buscando por cursos online na área de frameworks. A estrutura reutiliza códigos que já foram testados e que são eficientes, evitando o retrabalho.

Exemplos de frameworks

Vale a pena mencionar alguns exemplos de frameworks existentes no mercado. Um deles é o Zend Framework, que apresenta uma das estruturas mais completas para quem busca uma estrutura PHP.

É possível começar a usar esse framework após conhecer o básico sobre o assunto por meio de cursos online. Essa é uma das ferramentas mais usadas do mercado, especialmente quando se trata de desenvolvimento de aplicações para a web.

Outro exemplo de framework é o CodeIgniter, que é muito funcional e prático. Assim, ele pode não ser tão completo, mas entrega o básico para o desenvolvedor. Além disso, possui uma interface muito simples, o que facilita muito a utilização.

A sua performance é muitas vezes superior às demais opções de frameworks disponíveis no mercado. Serve especialmente para a criação de pequenas aplicações, que podem ser feitas de forma rápida e eficiente, o que é muito interessante.

Conclusão

Neste guia falamos sobre o conceito de framework, mostrando como essa estrutura funciona, quais são as suas principais vantagens e motivos para começar a usar. Como você pode ver, essa é uma ferramenta muito útil para os desenvolvedores.

BLOG DE SEO

últimas postagens